Mostras Competitiva e Avaliativa

As mostras competitiva e avaliativa do Festival DançAção reúnem apresentações coreográficas de 10 gêneros diferentes da dança, distribuídos pelos 4 dias do evento, no palco do Teatro Municipal Teotônio Vilela. As coreografias serão avaliadas por um corpo de jurados composto por membros de nomes expressivos no meio artístico da Dança, sendo dois deles especialistas no gênero que estiver sendo apresentado e mais dois jurados generalistas.

Serão concedidos prêmios especiais em dinheiro, somente para a Mostra Competitiva, para:

- Melhor bailarina

- Melhor bailarino

- Revelação

- Melhor coreógrafo(a)

- Melhor apresentação de CADA MODALIDADE, entre todos os subgêneros e categorias

Conheça os jurados

Jurado

Adriana Assaf

Diretora Artistica da Escola de Ballet Adriana Assaf e da Cia Paulista de Dança, uma das principais maître de ballet clássico do Brasil, reconhecida e premiada internacionalmente, trabalhou como coaching em grandes festivais internacionais como Prix de Lausanne, Youth America grand prix, e Tanzolymp de berlim,Valentina Koslova em NY, recebendo em 2015 o título de paulistana nota 10, revista Veja SP, pelo seu trabalho social que realiza, o projeto social "Fazendo arte nas pontas dos pés..." onde já participaram vários bailarinos que hoje atual nacional e internacionalmente, premiada em grandes festivais do Brasil, destacando festival de dança de joinville, onde recebeu o premio de melhor grupo do festival de 2014, tem como formação a Royal Academy of Dance of London na qual é professora registrada, a escola do Teatro Municipal de São Paulo, aprimorou seus estudos no Centro Pro Danza de Cuba e estudou metodologia na Escola do Opera de Paris na França. Remontou diversos ballets de repertório, como coreografa de ballets de livres de criação foi premiada em diversos festivais de dança nacionais e internacionais, detêm mais de 500 prêmios.


Jurado

Adriana Soares

Professora formada e registrada pela Royal Academy de Londres, leciona há 30 anos e em 2000 fundou sua própria escola e a Cia de Dança que leva seu nome. Ministra curso e promove coaching´s no Brasil, Argentina e Portugal.

Como diretora da Cia Adriana Soares alcançou grandes resultados em festivais nacionais e internacionais como: Tanzolymp/Berlim e Top12 YAGP/ Nova Iorque.

Foi ganhadora de menções honrosas do Festival Bravos, bem como Prêmio Toshie Kobayashi, becas para o Prix de Lausanne e sete vezes primeiro lugar no Festival Internacional de Joinville, perpetuando o nome da Cia com o prêmio de melhor bailarina na calçada da fama.

Seu trabalho abrange jovens amadores e profissionais que alcançaram destaque com bolsas de estudos ou contratos nas seguintes cias: Sesi Belo Horizonte, Cia de Danças de Diadema, Balé da Cidade de São Paulo, Teatr Wielki- Opera Narodowa (Polônia), Houston Ballet Academy, Canada´s National Ballet School, Teatro Mariinsky (Russia), Theater Dortmund (Alemanha), Bayerisches Staatsballett (Alemanha).

Jurado

Bruno Gregório

Bailarino profissional, professor e coreógrafo formado pelo conservatório maestro Henrique Castellari. Fora do Brasil estudou no Pacific Dance Arts em Vancouver - Canadá e com o coaching Brian Nolan em Melbourne - Australia . Dançou profissionalmente pelas Cias Faces Ocultas Cia de Dança, Science Friction Productions e desde 2009 é bailarino do Balé da Cidade de São Paulo trabalhando com coreógrafos do mundo todo.

Suas aulas vem aprofundar o aspecto sensorial da dança contemporânea, convidando os bailarinos a aguçarem os sentidos além da estética. Através de sequências pré-estabelecidas e baseadas em fundamentos de dança contemporânea, preparação corporal, técnicas de improviso e estímulos sensoriais, seu curso irá propor diferentes texturas de expressão com muita riqueza e qualidade.


Jurado

Ricardo Scheir

Natural de São Jeronimo - RS ·Bailarino, Professor e coreógrafo. Estudou com Dinah Perry, Toshie Kobayashi, Ismael Guiser entre outros.. Com 38 anos de experiência na área, foi Diretor da Cia de Sao Jose dos Campos, professor e coordenador de ensaiaos da Sao Paulo Cia de Danca, onde tb coreografou. Professor convidado da Deborah Colker Cia de dança, Bale Castro Alves-Bahia, Bale da Cidade de Sao Paulo, onde tb acompanhou sua turnê na Europa em março desse ano. ·Com o bailarino Nilson Soares fundou em 1986 a W’atts Cia de Dança, onde foi diretor e coreógrafo por 3 anos (1986-1989). ·Permaneceu no exterior por 5 anos. Dançou com Massako Konaka em Osaka-Japan e David Atkins Dance Company em Sydney- Austrália, sob direção de David Aktins e Marie Plosky. Foi professor em várias academias de São Paulo,·Inaugurou em 1996 sua escola o Pavilhão D centro de artes. Coreografou para varias cias e grupos de dança no Brasil e exterior. ·Em 2000 e 2004 recebeu o prêmio de melhor coreógrafo no Festival de dança de Joinville. ·Vencedor do 1o lugar em 2005 na categoria Conjuntos do Youth America Grand Prix e vencedor do Grand Prix 2006 na categoria Júnior com Isabela Maylart e em 2013 com seu aluno Gabriel Figueredo.

Recebeu a Medalha de Mérito Artístico oferecida pelo Conselho Brasileiro de Dança- 2008, orgåo vinculado a UNESCO. ·Foi diretor Artístico da noite de Gala do 30o Festival de Dança de Joinville. ·Foi produtor artístico de dança no programa Got Ta- lent Brasil, veiculado na rede Record de televisão. No ano de 2016 inicia uma colaboração artística com o EUROPA BALLET CONSERVATORY em Saint- Polten , Austria, dando aulas e coreografando para jovens talentos de varias partes do mundo. · Professor e jurado em vários festivais no Brasil e exterior, dirige sua escola o Pavilhão D Centro de Artes em São Paulo. Representante oficial do Valentina Kozlova International Ballet Competition na América do Sul.

Diretor artístico do Prêmio Arte Em Cena.

Jurado

Katia Barros

Presente e renomada coreógrafa e diretora de movimento no seguimento de teatro musical é também atriz e professora de jazz dance a 25 anos.

Formada pela Escola de Teatro Célia Helena e em dança pelas mãos dos mestres Roseli Rodrigues (jazz) e Marcio Rongetti (balé clássico). Suas pesquisas tem como objetivo provocar o intérprete em suas criações partindo de estímulos do corpo ativo.

Como intérprete esteve em grandes montagens de musicais como “Chicago”, “Sweet Charity”, “Miss Saigon”, “Cabaret”, Vitor ou Vitória , entre outros. Entre seus principais trabalhos como Coreógrafa de musicais estão ' Cantando na Chuva' pelo qual recebeu os prêmios Imprensa Digital e Broadway Word Brasil pela Coreografia ,'MPB -O Musical Popular Brasileiro', 'Divas', 'Garota de Ipanema- O amor é bossa', ' Vingança', ' A Madrinha Embriagada', 'O Médico e o Monstro', 'O Homem de La Mancha' que recebeu 8 prêmios Bibi Ferreira entre eles de melhor coreografia.

Foi jurada nas edições de 2010 e 2011 do Festival de Joinville .


Jurado

Zeca Rodrigues

Formado em Artes Cênicas pela UNIMES, Zeca Rodrigues iniciou seus estudos de Jazz e Clássico em 1988 no Ballet Valderez, em Santos/SP. Tendo escolhido o Jazz como linguagem, especializou-se com os profissionais Roseli Rodrigues e Edson Santos no Raça Centro de Artes em São Paulo. De 2003 a 2008 foi coreógrafo e Supervisor de Shows e Eventos no Parque temático HOPI HARI. Atua como jurado nos maiores Festivais de Dança do país como Passo de Arte, FIDIFEST, RV Promoções, Festival de Campos de Jordão, entre outros. É Tricampeão do Festival de Dança de Joinville, Santa Catarina, onde foi indicado a melhor coreógrafo em 2009, 2012 e 2017, e oito vezes campeão do Passo de Arte Internacional, São Paulo, onde foi premiado como Melhor Coreógrafo em 2015. Em 2015 foi professor de Estilos/Musical Theater no curso técnico de Teatro Musical do SESI São Paulo. Tendo trabalhado com grupos e Cias de Dança de São Paulo e interior, tem títulos em quase todos festivais de dança importantes do país, como Mapa Cultural Paulista, Ginastrada, Santos Dance Festival, Litoral em Dança, entre outros. Pertence a ADALPA (Associação de Artistas do Litoral Paulista) e foi membro da AJA, Associação de Julgadores de Arte da Baixada Santista.

Em 2015 e 2017 fez temporadas de especialização em Jazz e Musical Theater na Steps e no Broadway Dance Center em Nova Iorque.

Entre 2012 e 2015 foi Supervisor de Shows e Entretenimento do Rio Quente Resorts, em Goiás, um dos maiores Resorts do mundo.

Atualmente é Coreógrafo residente da Cia de Dança de Cubatão, uma das referências em Jazz na atualidade.

Jurado

Fernanda Faez

Fernanda Faez é Bacharel em Dança pelo Departamento de Artes Corporais na UNICAMP (ênfase em Danças do Brasil sob o ponto de vista técnico, antropológico e cultural), especialização em Dança Movimento Terapia pelo CEFID, Titulada T.C.R.G. pela An Coimisiún le Rincí Gaelacha (chancela internacional para gabaritar um professor de Dança Irlandesa), fundadora da Banana Broadway (em 1997, Campinas-SP), escola de referência em Sapateado Americano, Dança Irlandesa e Tecido Acrobático.

É idealizadora e produtora do “Festival Celta Brasil”, desde 2000, com 15 edições realizadas com sucesso. Foi matéria da revista Real (em 2003), com circulação em toda a Irlanda, Londres, Bélgica e Suíça em menção ao seu trabalho com “sapateado brasileiro” em Dublin – Irlanda.

Ganhou bolsa de estudos no Festival Tap City (NY), por indicação de Germaine Goodson.

Como solista, ganhou 10 prêmios em Campeonatos de Dança Irlandesa Tradicional (Feis) em Dublin, Irlanda.

Foi uma das 80 selecionadas no mundo para participar do programa “Riverdance The Gathering” em 2013.

Também em 2013, fundou a Cia Celta Brasil, primeira cia profissional de Dança Irlandesa Brasileira, com a qual fez temporada no Rock in Rio, produziu o espetáculo “Claddagh Ring , o amor que nunca morre”, ao lado de Oran Irish music, e , desde sua criação, está em todos os eventos oficiais, promovidos pelo Consulado Geral da Irlanda no Brasil.

Levou a dança irlandesa brasileira a participar do Campeonato Mundial de Dança Irlandesa, pela primeira vez na história dos Mundiais, em sua 43ª edição, tornando o Brasil o pioneiro e até hoje o único país sul-americano a participar de tal evento. Em 2017, criou e dirigiu a Seleção Brasileira de Dança Irlandesa e levou mais 2 trabalhos ao Campeonato Mundial de Dança Irlandesa, desta vez em Dublin, na Irlanda, onde conquistou 2ª colocação em uma categoria e 5ª colocação em outra. Como coreógrafa, recebeu inúmeros prêmio em Festivais de Dança também no Brasil, foi contemplada com prêmio de intercâmbio do MinC (2013) e Circuito Cultural Paulista.

Entre alguns dos trabalhos para TV: Em 2007, Rede Globo RJ, na novela “Eterna Magia”; Em 2008, Especial de Fim de ano da TV Record. Além de outras participações em programas como “Legendários”, “Programa Sílvio Santos”, “Se ela dança eu danço”, entre outros.

Atuou como Parecerista do FICC (Fundo de Investimento de Cultura de Campinas), foi Conselheira de cultura de Campinas e Presidente da AMDC (Associação Movimento Dança Campinas). Hoje, Fernanda ministra workshops, atua como jurada de Festivais de Dança, e é Vice-presidente da South American Irish Dance Association (SAIDA).


Jurado

Marina Coura

Fundadora do Festival Internacional de Sapateado “Floripa TAP”, um dos mais importantes festivais de sapateado do Brasil. É coreógrafa e diretora da Cia Trupe Toe e da Garagem da Dança.

Tem como foco de pesquisa o sapateado americano dentro da linguagem rítmica brasileira, difundindo a cultura nacional. Iniciou o aprimoramento de sua técnica e sua arte em cursos internacionais com um renomado time de mestres, como Jimmy Slide, Sam Weber, Harold Cromer e a grande mestra Dormeshia Sumbry Edwards.

Residiu em New York em 2009 e em 2013, foi convidada a apresentar um espetáculo e a ministrar cursos de sapateado e ritmos brasileiros no Rhythm World 23 (Chicago). Foi neste momento, que o espetáculo “Recriando Linguagens” foi criado. Em 2014 e 2015 foi novamente convidada a ministrar oficinas e se apresentar como artista convidada nos Festivais “DC Tap Festival” e “Rhythm World” respectivamente, representando o sapateado brasileiro.

Jurado

Juliana Ramos Dos Santos

Licenciada em Educação Física e cursando bacharel em Educação Física, na Universidade Paulista.

No momento especializando-se em Pilates e treinamento Funcional no estúdio Dot Pilates.

Professora, dançarina e praticante, (Danças Urbanas Norte Americanas).

Dançarina há 20 anos, estudou com grandes nomes nacionais e internacionais na área das Danças Urbanas, como, Abou N'Gazy Sidibé, Nelson Triunfo, Casper e Marcelinho (Back Spin Crew), Flip Couto, Henrique Bianchini, The Lockers, Electric Boogaloos, Elite Force Crew e Imperial House of Waacking.

Integrou o grupo de dança Back Spin Crew, Funk Fanáticos, no momento atua como dançarina e coreografa do grupo de dança Mansejavi.

Trabalhou com celebridades da música como Wanessa Camargo, Vanessa da Mata, grupo Valkirias, DJ KLJ( Racionais MC’S)

Atuou como professora em diversas instituições, desde escolas regulares à Fundação Casa e festivais nacionais.

Atualmente trabalha como professora de danças urbanas, na Casa da Dança Tati Sanchis.


Jurado

Octávio Nassur

Idealizador e coordenador geral do FIH2 Festival Internacional de Hip Hop, do Brasil Tap Jazz Festival Internacional de Dança e do Seminário Nacional de Composição Coreográfica para Dança de Salão.

Coordenador Nacional do MBA em Dança – Gestão e Produção Cultural – da Faculdade Inspirar em Curitiba.

Coordenador da Pós graduação em Atividade Física – Esporte e Arte na Criação e Gestão de Produtos – Universidade Positivo.

Autor do Livro Culinária Coreográfica – Desmedidas de receitas para iniciantes na cozinha cênica.

Diretor Executivo do site Danças Urbanas Brasil.

Integrante da Diretoria do Clube de Criatividade do Paraná.

A convite do francês Mourad Marzouki, coreografou a Compagnie Kafig para o Festival Montpellier Danse 2012 na França.

Convidado da Bienal de Lyon 2014 como programador brasileiro.

Presidente do Júri da Competição de Dança de Rua no programa TV Xuxa, também é jurado da “Dança dos Famosos” do Faustão, ambos da Rede Globo.

Criador da metodologia de ensino Funk Slide System.

Integrante do Guinness Book com o recorde de 27 aulas de Street Dance em 27 horas.

Consultor de Hip Hop e Composição Coreográfica das Universidades: Federal do Paraná, Faculdade de Artes do Paraná, URI, UCS e UNICRUZ no RS.

Docente e Palestrante da FUNARTE.

Coreógrafo presente nos mundiais de Miami, EUA e Praga, República Checa.

Diretor e Coreógrafo da Cia. de Dança Heart Company há 22 anos.

Produtor cultural, dirige a Dance Concept Brasil desde 1998.

Jurado

Lunah Farah

Bailarina, Professora e Coreógrafa de Dança do Ventre e folclores árabes há 18 anos (formação Rede Luxor de Dança do Ventre), é formada em Educação Física pela FMU. Atua como Bailarina “Noites no Harém” pela Khan El Khalili, casa de chá egípcia, coreógrafa da Cia. Shiva Nataraj de Danças Árabes desde 2014 e professora do Curso

Técnico em Dança e do Curso de Especialização em Danças Árabes da Escola Shiva Nataraj.

Ganhou premiações e títulos em concursos como Mercado Persa, Festival Shimmie e E-ventre em 2014, 2015 e 2016 (Categorias grupos Clássico e Moderno), avaliações e certificações pelos mestres Egípcios (Mahmoud Reda, Raqia Hassan, Randa Kamel e Yousry Sharif), tem experiência nacional e internacional através de turnês, cursos e workshops. Realiza cursos, shows e workshops no Brasil e Exterior.

Foi capa da revista Shimmie em 2012 (Ano 2 N° 10) com o tema “Metodologia de Ensino” e gravou o DVD Didático com o tema “Leitura Musical” em parceria com a Revista Shimmie (Ventreoteca 2.0) e a bailarina Aida Gamal.

Atualmente, estuda e aprimora seus conhecimentos com Jade El Jabel (Brasil/Egito).


Jurado

Munira Magharib

Munira teve os primeiros contatos com a dança e a música árabe na infância, através de sua mãe, e se aperfeiçoou tecnicamente com a Bailarina Fátima Fontes (1991 e 1992). Em 1993, entrou para o grupo de dança da Khan el Khalili, no qual é bailarina até hoje. Fez cursos de aperfeiçoamentos em danças folclóricas com a bailarina libanesa Amani, o bailarino libanês Ghassam Fadlallah do grupo Caracalla (danças folclóricas libanesas), com o dançarino egípcio Ahmdad Fekry (danças folclóricas egípcias), com o bailarino Gamal Seif e o músico egípcio Hossam Ramzy, sendo capa de seu CD duplo Best of Baladi and Saidi. Em 1999, residiu no Egito, aperfeiçoando a língua árabe e vivenciando as danças de cada região do país. Viajou para o Líbano, Síria, Turquia e Marrocos, conhecendo com mais profundidade as danças específicas e ritmos de cada país. Trabalhou como professora e coreógrafa no filme “Lavoura Arcaica”. É capa de Cd da Khan el Khalili e participou de diversos DVDs de dança da Khan el Khalila e DVDs didáticos da bailarina Lulu from Brazil, com danças clássicas árabes, percussão, Saidi, dança beduína, taksim, entre outras.

Trabalha como bailarina, professora e coreógrafa de dança do ventre e danças folclóricas do Oriente Médio. Já fez shows por todo o país e América Latina, e ministrou workshops no Rio de Janeiro, Minas Gerais, Santa Catarina, Goiás, Brasília, Bahia, Maranhão, Acre, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Rio Grande do Sul e todo o estado de São Paulo.

Munira é colunista da revista Shimmie e gravou 4 DVDs didáticos: “Baladi, essência e tradição egípcia” e “Saidi, expressão corporal e técnica”, que fazem parte da Ventreoteca da Shimmie, lançada em 2012;” Dabke, Estilos e Floreados”(2014); e “Bastão Duplo, Técnica e Sequencias Avançadas”(2015). Participou dos DVDs da bailarina Aysha Almeé: “Deslocamentos com Movimentos de Quadril” e “Khaleege” e da bailarina Nur: “Meleah Laf”.

Como atividades complementares à dança, estudou 8 anos de piano e música clássica e popular, estudou teclado oriental com o músico Jihad Smaili, percussão árabe com os músicos Gêge Mouzayek e Thiago Faruk.

Munira é praticante de Yoga desde 1996. Iniciou seus estudos com Swasthya Yoga. Em 2003, fez o curso de Formação em Power Yoga no Aruna Yoga com Anderson Alegro. Estudou Ashtanga com Anderson Alegro, Power Yoga com Fernando Felipe e Mari Cardeal e atualmente Hatha Yoga com Suely Bravo.

Estudou ballet, jazz, sapateado na infância e adolescência, dança de Salão e flamenco e, atualmente estuda Ballet e Jazz Contemporâneo com a bailarina Vanessa Zulueta.

Jurado

Fernanda Faez

Fernanda Faez é Bacharel em Dança pelo Departamento de Artes Corporais na UNICAMP (ênfase em Danças do Brasil sob o ponto de vista técnico, antropológico e cultural), especialização em Dança Movimento Terapia pelo CEFID, Titulada T.C.R.G. pela An Coimisiún le Rincí Gaelacha (chancela internacional para gabaritar um professor de Dança Irlandesa), fundadora da Banana Broadway (em 1997, Campinas-SP), escola de referência em Sapateado Americano, Dança Irlandesa e Tecido Acrobático.

É idealizadora e produtora do “Festival Celta Brasil”, desde 2000, com 15 edições realizadas com sucesso. Foi matéria da revista Real (em 2003), com circulação em toda a Irlanda, Londres, Bélgica e Suíça em menção ao seu trabalho com “sapateado brasileiro” em Dublin – Irlanda.

Ganhou bolsa de estudos no Festival Tap City (NY), por indicação de Germaine Goodson.

Como solista, ganhou 10 prêmios em Campeonatos de Dança Irlandesa Tradicional (Feis) em Dublin, Irlanda.

Foi uma das 80 selecionadas no mundo para participar do programa “Riverdance The Gathering” em 2013.

Também em 2013, fundou a Cia Celta Brasil, primeira cia profissional de Dança Irlandesa Brasileira, com a qual fez temporada no Rock in Rio, produziu o espetáculo “Claddagh Ring , o amor que nunca morre”, ao lado de Oran Irish music, e , desde sua criação, está em todos os eventos oficiais, promovidos pelo Consulado Geral da Irlanda no Brasil.

Levou a dança irlandesa brasileira a participar do Campeonato Mundial de Dança Irlandesa, pela primeira vez na história dos Mundiais, em sua 43ª edição, tornando o Brasil o pioneiro e até hoje o único país sul-americano a participar de tal evento. Em 2017, criou e dirigiu a Seleção Brasileira de Dança Irlandesa e levou mais 2 trabalhos ao Campeonato Mundial de Dança Irlandesa, desta vez em Dublin, na Irlanda, onde conquistou 2ª colocação em uma categoria e 5ª colocação em outra. Como coreógrafa, recebeu inúmeros prêmio em Festivais de Dança também no Brasil, foi contemplada com prêmio de intercâmbio do MinC (2013) e Circuito Cultural Paulista.

Entre alguns dos trabalhos para TV: Em 2007, Rede Globo RJ, na novela “Eterna Magia”; Em 2008, Especial de Fim de ano da TV Record. Além de outras participações em programas como “Legendários”, “Programa Sílvio Santos”, “Se ela dança eu danço”, entre outros.

Atuou como Parecerista do FICC (Fundo de Investimento de Cultura de Campinas), foi Conselheira de cultura de Campinas e Presidente da AMDC (Associação Movimento Dança Campinas). Hoje, Fernanda ministra workshops, atua como jurada de Festivais de Dança, e é Vice-presidente da South American Irish Dance Association (SAIDA).


Jurado

Vera Alejandra

Bailarina; Coreógrafa; Professora de Dança Flamenca; Preparadora Corporal e Atriz.

Argentina, com formação no Brasil e no Exterior (Inglaterra, Espanha, Argentina e Estados Unidos), após uma sólida formação em clássico e jazz, especializou-se em Flamenco, transformando-se num dos nomes de destaque nesta especialidade. Vera Alejandra, fundou e dirige a Cuadra Flamenca desde 2005, considerada uma escola referência no ensino de flamenco. Já atuou junto a diversos artistas como: Victor Biglione, Claúdia Raia, João Falcão, Caio de Andrade e Vadim Nikitim. Criou os projetos “Convite ao Flamenco” no Café Piu Piu, e “Juerga Flamenca” no espaço Reticom, ambos com o intuito de divulgar a arte flamenca em São Paulo.

Criou e coreografou o espetáculo de teatro dança “Galos”, apresentado no Festival de Inverno de Ouro Preto. Radicada em São Paulo há 20 anos, já deu aulas no SESC Pompéia, Ballet Stagium e no Club Athlético Paulistano, onde permanece desde 1998. Com sua Cia Cuadra Flamenca já se apresentou em diversos eventos entre eles: “Infinito na Dança” no SESC Pinheiros (2009) e Circuito Cultural Paulista em 2008, sendo a primeira Cia. de flamenco a participar de tal evento. Em 2013 foi convidada a criar e protagonizar o espetáculo “Evocando” no teatro do Mube, celebrando sua carreira para o projeto Flamenco no Plural, na série Ícones do Brasil. Em julho de 2013 fez temporada no teatro da Livraria da Vila, no Shopping Higienópolis, no 2º semestre realizou uma turnê por onze CEUS de São Paulo, apresentando o espetáculo “Andanças Flamencas”.

Em abril de 2014 fez seu segundo Circuito Cultural Paulista, percorrendo várias cidades de São Paulo com sua Cia, e, em setembro, participou do Espetáculo “Oro Molido” dirigido e coreografado pela grande “bailaora” espanhola Carmen La Talegona, ao lado de outros grandes profissionais do Brasil, no Teatro Folha em São Paulo.

Em outubro de 2014 foi entrevistada no programa do Jô Soares, celebrando assim seus 30 anos de carreira e difusão do flamenco no Brasil.

Em julho de 2015 participou novamente do espetáculo de Carmen Talegona `Oro Molido`, desta vez participando como bailaora e produtora. Ao longo de 2015 apresentou-se em vários espaços com a versão pocket de América Flamenca, espetáculo que idealizou para celebrar os dez anos de sua escola, coreografando músicas latino americanas com linguagem flamenca, entre elas: Sertão do Caicó, Volver, Cio da terra e Cantigas em Décimas de Victor Biglione. Desde 2007 se apresenta com sua Cia no Restaurante Paellas Pepe, que tem gastronomia e arte tipicamente espanholas.

Em 2016 estreou o tablado da Cuadra Flamenca, projeto mensal idealizado para divulgar e formar plateia para o flamenco. Em cada edição, se apresenta com seu grupo, além de convidar artistas de destaque do Flamenco nacional. Ainda em 2016, realizando antigo sonho, ingressa na PUC onde, atualmente, cursa Comunicação e Artes do Corpo.

Em 2017 produziu e estreou o espetáculo Mercosul Música e Movimento no Teatro Folha e no Auditório do Club Athlético Paulistano. O projeto foi idealizado pelo músico Victor Biglione que a convidou para criar coreografias para suas composições e fazer a direção coreográfica junto com Luciana Mayumi. Em dezembro de 2017 apresentou o espetáculo Anita Garibaldi no encerramento das atividades de sua escola Clara Flamenca.

Jurado

Marcelo Grangeiro

Marcelo é Licenciado em Educação Física pela UNISULMA (Unidade de Ensino Superior do Sul do Maranhão); Pós-graduado em Teoria e Movimento da dança com ênfase em Dança de Salão – FAMEC – PR; Especialista em danças populares, dança afro-brasileira e dança escolar. Professor/coordenador da MIXturado do Brasil. São Professores de Dança de Salão em diversos eventos pelo Brasil e pelo mundo. Palestrantes do CREF 04/SP; Representantes do Brasil no INTRASIT FESTIVAL em Berlim na Alemanha 2005; Professores e convidados em 2007 e 2008 para o II e III CIZOUB (Congresso Internacional de Zouk), II e III Congresso Nacional de Forró em Brasília - DF e III BR DANÇAS (Congresso Internacional de danças brasileiras - Rio de Janeiro - RJ); Professores convidado no I e II Encontro Maranhense de Dança de Salão - São Luis/MA e no II e III Sampa Dança (Encontro Internacional de Dança de Salão) em São Paulo; I e II BSB Dança (Encontro Nacional de Danças de Salão - Brasília/DF) e na Semana Maranhense de Dança; Em 2008 Marcelo criou e dirigiu o espetáculo QUILOMBAGEM, com turnê pelo Brasil e Espanha.

Atuou como professor em vários cruzeiros temáticos da Costa Cruzeiros e Coordena o Cruzeiro Sênior, também da mesma empresa. Campeão do quadro DANÇA ACROBATICA no programa do Silvio Santos no SBT em 2009 e em 2010 SE VIRA NOS 30 programa Domingão do Faustão da rede Globo. Participante e finalista da Dança dos Famosos 2010 ao lado da atriz Sheron Menezes e CAMPEÃO em 2015 ao lado da atriz Viviane Araujo.

Atualmente ministra aulas personalizadas no Espaço de Dança Andrey Udiloff em São Paulo e são professores palestrantes de diversos congressos de Educação Física: FIEP em Foz do Iguaçu – PR desde 2010, do CONAF – Fortaleza - CE, em todos os ENAF’s do Brasil; Prêmio TOP FIEP como melhor profissional/professor de 2010/2011 e 2015/2016.


Jurado

Sheila Santos

Sheila Santos iniciou a vida na dança aos oito anos de idade, estudando as técnicas do balé clássico, jazz, dança contemporânea e folclore em sua cidade natal, Cascavel/PR. Mais tarde, em Curitiba, graduou-se como Bacharel e Licenciada em Dança pela Faculdade de Artes do Paraná (FAP).

Frequentou o curso de extensão em Dança Moderna da Universidade Federal do Paraná e em 2006, obteve o grau de Especialista em Dança de Salão pelo Curso de Pós-Graduação em Danças de Salão pela Faculdade Metropolitana de Curitiba (FAMEC), curso que hoje, faz parte do corpo docente no módulo de “Elementos Fundamentais à Prática das Danças de Salão”. Também foi docente do curso de Pos graduação "Dança e Ginástica de academia" na Faculdade IDEAU, no RS.

Antes de se dedicar as danças de salão, atuou como bailarina na Cia de Dança Contemporânea SOMA e foi premiada no Festival de Dança de Joinville na categoria trio livre profissional no ano de 1998. No mesmo ano, recebeu uma Menção Honrosa como bailarina no Festival de Dança do Estação Plaza (Curitiba/PR). Integrou também o Grupo de Dança da Faculdade de Artes do Paraná (FAP).

Atuou como professora em Curitiba/PR e Joinville/SC, em diversas escolas de ensino regular, com atividades de dança infantil, dança criativa e expressão corporal. Também integrou a equipe de educadores da Instituição Dom Bosco (Joinville/SC) e ONG Cores da Rua (Curitiba/PR), nesta última, com aulas de dança de salão infantil.

Em Joinville, integrou a equipe de seleção de novos alunos da escola Bolshoi no Brasil e fez a assistência de direção artística da Noite de Gala da Cia de Teatro Bolshoi da Rússia.

Em Curitiba, contribuiu para a fundação do Centro de Dança Jaime Arôxa, instituição que mais tarde passou a se chamar Oito Tempos Dança de Salão, iniciando assim a sua jornada na Dança de Salão.

Com currículo extenso, Sheila Santos ministrou aulas em diversos festivais e congressos como: Jopef, Metting Camboriú, Ritmos a Dois (Festival de Dança de Joinville), Bienal Internacional de Dança de Curitiba, Baila Costão, Baila Floripa, Semana da Cultura Latina, Congresso Brasileiro de Bolero, Festival de Dança de Cascavel, sendo neste último, em 2012, homenageada como profissional de destaque nacional.

Em 2013, passou a integrar a equipe de professores dos navios temáticos da Costa Cruzeiros, ministrando aulas nos Cruzeiros Tango e Milonga e Dançando a Bordo.

Participou como bailarina, coreógrafa e jurada em Mostras de Dança como, Dança Curitiba, Jopef Dance, Baila Floripa e Festival de Dança de Cascavel.

Atuou como Bailarina, assistente de direção e diretora artística nos espetáculos de Dança de Salão Colcha de Retalhos (2002), Música Urbana 1 e 2 (2004 e 2005) e Amar a Maria (2007).

Com seu próprio grupo de Dança, foi responsável pela criação e direção geral de espetáculos: - “Pétalas”, aprovado na lei de incentivo a cultura da Fundação Cultural de Curitiba, para temporada no Teatro Antonio Kraide em 2012; - “Muro de Estrelas”, aprovado na lei de incentivo a cultura da Fundação Cultural de Curitiba, para participação na Corrente Cultural 2013, apresentado nos terminais de ônibus de Curitiba. - “Um ano, dois meses e três semanas”, aprovado na lei de incentivo a cultura da Fundação Cultural de Curitiba, para temporada de 16 apresentações no Teatro Londrina em 2016; - “Parece que dizes...”, aprovado na lei de incentivo a cultura da Fundação Cultural de Curitiba, para apresentação na regional do Cajuru e no Teatro Londrina em 2016;

Foi proprietária, professora e responsável pela equipe da unidade Curitiba da Oito Tempos Escola de Dança até 2016. Nesta unidade, foi também diretora e coreógrafa do Oito Tempos Grupo de Dança.

Como idealizadora e professora do Curso para Professores da Oito Tempos Dança de Salão, tem participado da formação de diversos profissionais de estados como PR, SC, RS, MT, SP e RJ. Tbem atua como professora convidada do Cardas – Curso de Aperfeiçoamento e Reciclagem de Dança de Salão – desde 2015.

Como autora, participou do livro “Tango e Samba - Um encontro de duas culturas”, falando sobre a relação entre os pares nesses gêneros de dança.

Atualmente, desenvolve seus trabalhos em São Paulo/SP, mas com intensa atuação no mercado nacional das danças a dois tanto em sua prática social como em sua vertente artística.

Também atua como coordenadora responsável pelo projeto de expansão da rede Oito Tempos na região Sudeste.

Seu trabalho direcionado para as “Damas” na dança de salão e também seus estudos dos novos diálogos dançantes (relações de Condução Resposta na Dança de Salão) tem recebido destaque e grande procura no meio da Dança.

Jurado

Andrea Pivatto

Psicóloga com especialização em Gestão Cultural.

Foi professora convidada na Cia de Dança de Ribeirão Preto, Cia de Danças de Diadema,Cia de Dança de São José dos Campos e São Paulo Cia de Dança. Coreógrafa revelação do Festival de Dança de Joinville em 2001. Vencedora do Grand Prix Paulinia 2011 que resultou em Residência Artística na Akademie Schloss Solitude em Stuttgart, Alemanha em 2013, onde também participou como intérprete e coreógrafa do Tanzlokal, festival da cena contemporânea alemã.

Ministra cursos e atua como jurada em festivais no Brasil e exterior. Em junho de 2016 esteve na África do Sul na cidade de Cape Town participando de projeto interdisciplinar como bailarina/intérprete e coreógrafa. É diretora do Grupo Divinadança, cia que esteve sob patrocínio de O Boticário na Dança e atualmente pesquisa dança e tecnologia através também do Programa


Jurado

Octavio Nassur

Idealizador e coordenador geral do FIH2 Festival Internacional de Hip Hop, do Brasil Tap Jazz Festival Internacional de Dança e do Seminário Nacional de Composição Coreográfica para Dança de Salão.

Coordenador Nacional do MBA em Dança – Gestão e Produção Cultural – da Faculdade Inspirar em Curitiba.

Coordenador da Pós graduação em Atividade Física – Esporte e Arte na Criação e Gestão de Produtos – Universidade Positivo.

Autor do Livro Culinária Coreográfica – Desmedidas de receitas para iniciantes na cozinha cênica.

Diretor Executivo do site Danças Urbanas Brasil.

Integrante da Diretoria do Clube de Criatividade do Paraná.

A convite do francês Mourad Marzouki, coreografou a Compagnie Kafig para o Festival Montpellier Danse 2012 na França.

Convidado da Bienal de Lyon 2014 como programador brasileiro.

Presidente do Júri da Competição de Dança de Rua no programa TV Xuxa, também é jurado da “Dança dos Famosos” do Faustão, ambos da Rede Globo.

Criador da metodologia de ensino Funk Slide System.

Integrante do Guinness Book com o recorde de 27 aulas de Street Dance em 27 horas.

Consultor de Hip Hop e Composição Coreográfica das Universidades: Federal do Paraná, Faculdade de Artes do Paraná, URI, UCS e UNICRUZ no RS.

Docente e Palestrante da FUNARTE.

Coreógrafo presente nos mundiais de Miami, EUA e Praga, República Checa.

Diretor e Coreógrafo da Cia. de Dança Heart Company há 22 anos.

Produtor cultural, dirige a Dance Concept Brasil desde 1998.