Mostras Competitiva e Avaliativa

As mostras competitiva e avaliativa do Festival DançAção reúnem apresentações coreográficas de 10 gêneros diferentes da dança, distribuídos pelos 4 dias do evento, no palco do Teatro Municipal Teotônio Vilela. As coreografias serão avaliadas por um corpo de jurados composto por membros de nomes expressivos no meio artístico da Dança, sendo dois deles especialistas no gênero que estiver sendo apresentado e mais dois jurados generalistas.

Serão concedidos prêmios especiais em dinheiro, somente para a Mostra Competitiva, para:

- Melhor bailarina

- Melhor bailarino

- Revelação

- Melhor coreógrafo(a)

- Melhor apresentação de CADA MODALIDADE, entre todos os subgêneros e categorias

Conheça os jurados

Jurado

Guivalde Almeira

Diretor Artístico da Cia Brasileira de Danças Clássicas e da Especial Academia de Ballet, um dos mais importantes centros de ensino da dança clássica da América Latina. Delegado representante do estado de São Paulo do CBDD “Conselho Brasileiro da Dança”

Iniciou sua carreira artística sob os cuidados de sua mãe Aracy de Almeida, passandorapidamente a se dedicar ao ensino do ballet.

É professor e orientador de uma geração de ouro do ballet clássico do Brasil, além derepresentar seu país em importantes competições como Varna, Osaka, Nagoya, Nova York,Moscou, Havana e Paris, tem seus alunos hoje em dia em grandes companhias no Brasil e noexterior. Detentor de inúmeros prêmios e condecorações como professor e repositor de obrasdo repertório clássico.

Atuou com mestre de ballet convidado em importantes escolas do seu país. Foi o responsável pelo ballet durante 10 anos no projeto “Aprendiz de Maestro” produzidopela TUCCA, apresentando na Sala São Paulo versões didáticas dos grandes clássicos.Faz parte da banca julgadora em diversões eventos de norte a sul do Brasil.

Em parceria com a Orquestra Jovem de Guarulhos coreografou para a Cia Brasileira de danças Clássicas a obra “Sinfonia Fantástica” de Berlioz, apresentando também em importantes teatros suas versões coreográficas de Giselle, Coppélia, Don Quixote, Lago dos Cisnes, Coppélia e La Bayadére.

Foi professor convidado na cidade de Medellin, na Colômbia e na Cia de Dança Déborah Colcker na sua temporada na cidade de Santos.

Atuou como professor e ensaiador na São Paulo Companhia de Dança, trabalhando com grandes nomes da dança mundial.

Recém estreou sua versão do “Grand Pas Hongroise do ballet Raymonda” para a São Paulo Companhia de Dança e em julho de 2018 colocará em cena essa mesma obra para o Joburg Ballet na África do sul.

Atualmente é professor da classe de formandos da Escola do Theatro Municipal de São Paulo


Jurado

Iracity Cardoso

Formada pela Escola Municipal de Bailado, atual Escola de Dança de São Paulo, teve sua primeira experiência internacional como bailarina em 1964/67, na Alemanha,França e México. Foi professora do Ballet Stagium e diretora do Balé da Cidade de São Paulo.

Em 1980 foi assistente de direção e bailarina no Ballet Du Grand Theatre de Genebra, até que em 1988 se tornou Diretora Artística Adjunta. Depois de 1996 passou a trabalhar como Diretora Artística do Ballet Gulbenkian em Portugal.

De volta ao Brasil, em 2006/07 foi Assessora de Dança da SMC de SP, onde reativa o Centro de Dança da Galeria Olido. Promove a publicação do Primeiro Edital de Fomento à Dança e inicia um projeto de dança vocacional. De 2008 a 2012 torna-se Diretora Artística Fundadora da São Paulo Companhia de Dança. Foi Jurada no Concurso Internacional de Dança do “Prix de Lausanne”, na Suíça em 2010.

Em 2013 foi convidada pelo Maestro John Neschling para assumir a Direção Artísticado Balé da Cidade de São Paulo, função que exerceu até 2016.

Jurado

Andrea Pivatto

Psicóloga com especialização em Gestão Cultural.

Foi professora convidada na Cia de Dança de Ribeirão Preto, Cia de Danças de Diadema,Cia de Dança de São José dos Campos e São Paulo Cia de Dança. Coreógrafa revelação do Festival de Dança de Joinville em 2001.

Vencedora do Grand Prix Paulinia 2011 que resultou em Residência Artística na Akademie Schloss Solitude em Stuttgart, Alemanha em 2013, onde também participou como intérprete e coreógrafa do Tanzlokal, festival da cena contemporânea alemã.

Ministra cursos e atua como jurada em festivais no Brasil e exterior.

Em junho de 2016 esteve na África do Sul na cidade de Cape Town participando de projeto interdisciplinar como bailarina/intérprete e coreógrafa.

Trabalha há anos metodologia específica de aulas para formação de bailarinos visando a profissionalização.

Compõe comissões de editais voltados à area cultural, dentre eles o PIÁ ( Programa de Iniciação Artística ) da Secretaria de Cultura da cidade de São Paulo em março de 2018 e o Edital Elisabete Anderle em Santa Catarina em 2015.

É diretora do Grupo Divinadança, cia que esteve sob patrocínio de O Boticário na Dança e atualmente pesquisa dança e tecnologia através do Programa de Fomento à Dança da cidade de São Paulo.


Jurado

Arilton Assunção

Iniciou seus estudos em dança em 1989 na cidade de Salto - SP, na academia de danças Blow-Up, onde mais tarde passa a ser a primeira Cia. de Danças da região com um trabalho profissional. Estudou na Escola Municipal de Bailados de São Paulo e dançou no Corpo de Baile da cidade de Salto.

Profissionalmente dançou em alguns grupos independentes de São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

Fez workshop de dança moderna e contato/improvisação nos Estados Unidos e no Brasil se aperfeiçoou nesta modalidade e na transição para a dança contemporânea.

Convidado para coreografar diversos grupos e cias. do pais e da América Latina, já recebeu prêmio de melhor coreógrafo no Seminário Internacional de Brasília e em outros grandes festivais.

Tem trabalhos coreográficos premiados e apresentados na Alemanha, Canadá, Austrália, Estados Unidos, Uruguai, Paraguai, Chile e China (Macau), é também jurado em diversos eventos de danças.

Ministrou workshop de composição coreográfica e dança contemporânea nas universidades ULBRA (Porto Alegre / RS), UFSCAR (São Carlos / SP) e UNICAMP (Campinas/SP), como extensão do curso.

Ministrou oficinas em Macau – China, no Festival da Juventude. Diretor geral do Curso de Férias Internacional de Danças a 12 anos Diretor artístico e coreógrafo da “Faces Ocultas Companhia de Dança”.

Jurado

Erika Novachi

Erika Novachi é um nome reconhecido no cenário do jazz dance brasileiro.

Diretora residente do Galpão 1 Academia, de Indaiatuba, transita entre os principais festivais de dança do país.

É professora e coreógrafa de Lyrical Jazz desde 1995 e bailarina.

É uma das diretoras do Congresso Internacional de Jazz Dance no Brasil. Atuou em companhias como o Grupo Raça (com direção de Roseli Rodrigues) e Companhia Profissão Dançar (com direção de Rose Calheiros).

Entre seus principais prêmios como coreógrafa destacam-se diversos primeiros lugares na categoria no Festival de Dança de Joinville, Passo de Arte e Medalha de Ouro no NYC DANCE ALLIANCE em 1997 e em 2011 obtém a maior média em Jazz sênior no mesmo Festival em NY.


Jurado

Zeca Rodrigues

Formado em Artes Cênicas pela UNIMES, Zeca Rodrigues iniciou seus estudos de Jazz e Clássico em 1988 no Ballet Valderez, em Santos/SP.

Tendo escolhido o Jazz como linguagem, especializou-se com os profissionais Roseli Rodrigues e Edson Santos no Raça Centro de Artes em São Paulo. De 2003 a 2008 foi coreógrafo e Supervisor de Shows e Eventos no Parque temático HOPI HARI. Atua como jurado nos maiores Festivais de Dança do país como Passo de Arte, FIDIFEST, RV Promoções, Festival de Campos de Jordão, entre outros.

É Tricampeão do Festival de Dança de Joinville, Santa Catarina, onde foi indicado a melhor coreógrafo em 2009, 2012 e 2017, e oito vezes campeão do Passo de Arte Internacional, São Paulo, onde foi premiado como Melhor Coreógrafo em 2015.

Em 2015 foi professor de Estilos/Musical Theater no curso técnico de Teatro Musical do SESI São Paulo.

Tendo trabalhado com grupos e Cias de Dança de São Paulo e interior, tem títulos em quase todos festivais de dança importantes do país, como Mapa Cultural Paulista, Ginastrada, Santos Dance Festival, Litoral em Dança, entre outros. Pertence a ADALPA (Associação de Artistas do Litoral Paulista) e foi membro da AJA, Associação de Julgadores de Arte da Baixada Santista.

Em 2015 e 2017 fez temporadas de especialização em Jazz e Musical Theater na Steps e no Broadway Dance Center em Nova Iorque.

Entre 2012 e 2015 foi Supervisor de Shows e Entretenimento do Rio Quente Resorts, em Goiás, um dos maiores Resorts do mundo.

Atualmente é Coreógrafo residente da Cia de Dança de Cubatão, uma das referências em Jazz na atualidade.

Jurado

João Sá

Sapateia desde os 5 anos e cresceu no mundo da dança praticando diversas modalidades. Começou a dar aulas de sapateado com 16 anos no Estúdio de Dança Beatriz de Almeida (MS).

Foi bolsista do festival Tap City - New York Tap Festival em 2006, quando fez aulas com nomes como Barbra Duffy, Linda Sohl-Ellison, Max Pollak e Roxane Butterfly.

Lecionou aulas na Pulsarte sob supervisão de Steven Harper (2013) e atuou no ensemble de Crazy for You (2013-2014), com Cláudia Raia. Aprendeu o ofício de stage manager com Lucas Farias e trabalhou nessa função nas produções de Mudança de Hábito, Wicked, Carrossel e Castelo Rá-Tim-Bum - o Musical, como chefe de equipe de stage managers. Professor de sapateado do Kika Tap Center desde 2014 e da Company Dance Center desde 2018. Formado em Relações Internacionais pela USP.


Jurado

Samanta Varela

Iniciou seus estudos em 1983, na Academia Valderez Zani em Santos - SP.

Ingressou na Academia Cristina Cará em 1990, onde cursou ballet clássico, jazz e sapateado.

Em 1994, começou a ministrar aulas de sapateado. Em 1996, assumiu a direção do sapateado da Academia e desde então vem se especializando na arte de sapatear através de cursos no Brasil e Estados Unidos.

Como Coreógrafa, vem se mantendo em destaque a anos, obtendo premiações em grandes festivais do Brasil, como Festidança, Passo de Arte e o reconhecido Festival de Dança de Joinville onde nos anos de 2006 e 2007, obteve a Indicação de Coreógrafa Revelação. No Festidança (São josé dos Campos) obteve o prêmio de Coreógrafa Destaque em 2005 e 2007.

Fez trabalhos coreográficos para vários grupos, entre eles Projeto F.A.M.A (MG), Kika Tap Center(SP) e cia KatadoS Por Aí(SP).

Como Sapateadora, participou do “Los Angeles Tap Festival”, Chicago Human Rhythm Project” e "Tap City - NY", onde fez cursos e apresentações em grandes teatros como Peter Norton Symphony Space - “Broadway”, onde foi selecionada e se apresentou como solista, e Museu de Arte Contemporânea de Chicago.

De 2008 à 2010 integrou a Cia de Sapateado "KS", dirigido por Kika Sampaio. Em Julho de 2018 participou doTAP City em NY, onde fez apresentações na Times Square, no barco que navega em volta da Estátua da Liberdade e no Synphonne Space, Teatro na Broadway, além de fazer workshops com grandes nomes do Sapateado Americano.

Como professora, fez a primeira sessão do Tap Teacher Training em Julho de 2018, em NY, o qual passou por uma rigorosa seleção online foi selecionada e contemplada com uma bolsa para participar do evento que consiste em técnicas e aulas direcionadas para professores oferecido pela American Tap Dance Foundation (ATDF). Hoje está realizando a 2a sessão deste mesmo curso. Ministra workshops em vários lugares do Brasil, oferecendo aulas práticas e o curso A Arte de Ensinar, que é direcionado para professores de sapateado, em que é passada toda a metodologia que ela mesma desenvolveu.

Em 2011 idealizou o "Encontro dos Ritmos" ( encontrodosritmos.com.br ), e desde então o produz anualmente em São José dos Campos. Neste evento, hoje reconhecido como um dos melhores do país em seu seguimento, acontecem workshops, apresentações, jam session (sessão de improviso com música ao vivo), cutting contest (batalha de sapateadores), bate-papo, entre outras atividades que visam o aprimoramento e divulgação da arte de sapatear.

Jurado

Ana Claudia Borges

Iniciou seus estudos em dança do ventre em 1999.

Fez aulas de aperfeiçoamento com Nur, Elis Pinheiro, Jade El Jabel e Munira Magharib, além de diversos workshops com renomados professores e em 2005, no Festival Internacional de Dança realizado no Cairo – Ahlan Wa Sahlan – fez aulas com Randa Kamel, Raqia Hassan e Mahmoud Redá e em 2007 participou do Festival do Cairo – The Nile Group – no qual conquistou o 1º lugar e onde estudou com Aida Nour, Freiz e Nesrin.

Participou do grupo de formação de professores ministrado por Lulu de 2004 a 2006.

Em 2004 adquiriu o padrão de qualidade em dança do ventre da Casa de Chá Khanelkhalili, uma das mais conceituadas em dança do ventre do país.

Ministra aulas desde 2001 e atualmente é proprietária do Ana Claudia Borges Estúdio de Danças sediado em Osasco.

Bailarina aprovada com o selo de excelência profissional em dança do ventre pelo Oriente, Encanto e Magia.

Desde 2004 faz parte do grupo de Bailarinas Noites no Harém da Casa de Chá Khanelkhalili, do Grupo Mil e uma noites e apresenta-se em diversos eventos e festas árabes.

Desde 2005 organiza o Festival Ventremania – Concurso de Dança do Ventre. Participou como jurada de muitos eventos como Mercado Persa, E-Ventre, Mostra Cultural, BD Factor, dentre outros. Também compõe a banca da Khanelkhalili desde 2005.

Em 2012 venceu o Mercado Persa na categoria Solo Profissional Master. Também conta em seu currículo com mais de 150 premiações individuais e em grupo de suas alunas.

Em 2017 foi terceiro lugar na categoria profissional com banda no Festival Ahlan Wa Sahlan, organizado por Raqia Hassan, no Egito. Participou de aulas também com grandes nomes do festival como Dariya e Dina.

É formada em Direito e em Educação Física sendo também certificada para ministrar aulas de Zumba, Zumba Kids, Zumba Gold e Pilates.


Jurado

Mahira Hasan

Com 17 anos de experiência em Dança Oriental (Dança do Ventre) Mahira Hasan é Produtora, Professora, Coreografa e Bailarina com DRT, atuando profissionalmente desde 2004.

É conhecida pelo seu know how de produzir eventos e gerenciar seu empreendimento, sua credibilidade é reconhecida por produtores internacionais. Mahira lidera um Grupo de danças árabes com diversos títulos e o principal, como Campeão Brasileiro de dança do ventre em 2013.

Teve experiências internacionais, com shows no Egito em 2008 / Paraguai em 2010 / Argentina em 2006 e 2011. Foi contratada para ministrar aulas e realizar shows em muitas cidades e estados do Brasil e atualmente concilia a vida empreendedora com algumas viagens.

Em sua carreira conquistou diversos títulos importantes dentre eles o de Campeã Interamericana, Noite da Conquista Luxor e o título de bailarina Noites no Harém na casa de chá Khan el Khalili, participou de diversos programas de tv e desde 2007 é bailarina das principais noites árabes e restaurantes de São Paulo.

Ministra aulas e trabalha ao lado da maior referência de dança do ventre no Brasil Lulu Sabongi. Desde 2010 tem um trabalho social com mulheres com síndrome de down, e abre as portas de sua escola semanalmente para se dedicar e ensina-las um pouco de dança.

Em 2012 inaugurou sua escola de dança, com um diferencial no mercado “MAHIRA HASAN DANÇAS PARA MULHERES”. Atualmente , 4 anos depois de inaugurar sua escola, tornou-se referência em seu segmento e trabalha com os profissionais mais reconhecidos do mercado.

Em 2014 foi capa da edição 21 da principal revista de dança do ventre “Shimmie” no mesmo ano gravou seu primeiro DVD didático com o tema “Dança Clássica”. No ano de 2015, Mahira ministrou workshop e fez um show no maior evento de dança do ventre da America Latina, Mercado persa.

Mahira é reconhecida por muitas funções, dentre tantas, o de protetora de animais. Em sua dança, tem um quadril marcante e inesquecível além de uma leitura musical e uma emoção marcante. Sua postura e o amor pelas bailarinas egípcias deixam sua dança imprevisível.

Jurado

Hugo Oliveira

Graduado em Comunicação Social – Jornalismo, Mestre em Cultura e Territorialidades na UFF e doutorando em comunicação pela UERJ , a 18 anos envolvido na cena Danças Urbanas, obteve seu DRT em 2002 e ao longo do tempo desenvolveu seu trabalho como Dançarino e Pesquisador em Grupos como: Grupo Garra, Rua em Dança, Rio Hop e o Grupo Movimento.

Como instrutor deu aulas nos projetos: Jovens Pela Paz, Redes da Maré e GRES Portela, em escolas de dança: Helfany Peçanha, Betina Guelman, Spinneli.

Em cursos, oficinas e workshops foram: Hiphop Summer, What's Up, Curso de Aperfeiçoamento Profissional CAP, Dance Session Workshop, Street Dance Competition - SDC entre outros, inclusive fora do Brasil, na França, Alemanha e Hollanda.

Como Produtor cultural realizou os eventos:

As festas do Bonde do Jack, a Galeria de Arte no Morro da Providência, intercâmbio internacional Desmistifique sua Dança, O Desafio do Passinho e Vem Ni Mim Que Eu Sou Passinho,Batendo de Frente, Hip Hop Sumer e RedBull Breaking.

Como Profissional dançarino de 2004 a 2011 realizou comerciais, programas de televisão, apresentação com artistas e integrou o grupo internacionalmente reconhecido GRN - Grupo de Rua de Niterói – em turnês pelo Brasil, Europa e Asia, e é um dos precursores da modalidade House Dance no Brasil.

Atualmente é produtor do coletivo bonde do Jack, Coordenador do Curso de Capacitação em Danças Urbanas da empresa Condança na ONG Idebra e está como diretor do Sindicado dos profissionais da Dança do Rio de Janeiro.


Jurado

Thurmo Braga

Tem como base em sua formação artística e profissional as modalidades Jazz, Contemporâneo e Danças Urbanas. Integrou como dançarino os grupos de dança: Roda Mundo, Mery Rosa, maculelê Dança show e o Corpo de Baile do Beto Carrero World. Praticou danças urbanas desde quando a modalidade chegou ao Brasil na década de 80.

Atualmente permanece pesquisando e aperfeiçoando seus conhecimentos. Fundou a Companhia de Danças Millennium em 1997. Desde então, participou de diversos festivais de níveis nacional e internacional. Em oitenta competições obteve setenta primeiros lugares, penta campeão e melhor grupo do festival de Danças de Joinville. Inúmeras participações em programas televisivos como: Domingão do Faustão/Legendários/O Melhor do Brasil/Programa do Gugu/Programa Xuxa/ Programa Silvio Santos/ e Globo repórter.

Formador de diversos dançarinos profissionais – devido ao reconhecimento internacional do seu estilo único e versatilidade artística – foi o responsável de encaminhar estes profissionais a atuarem naÁfrica, Europa e Ásia.

Criou o Projeto Social Dança “É Vida”, que há 17 anos oferece dança e desenvolvimento humano para muitas crianças e adolescentes. Idealizou e produziu o Itajaí Hip Hop Session, evento que impulsionou a cultura das danças urbanas no vale de Itajaí.

É constantemente convidado para ministrar e atuar como júri em eventos por toda América Latina.

Jurado

Marco Souza

Doutorando em Dança pela Universidade de Lisboa - Portugal, Mestre em Perfomance Artística Dança pela mesma Universidade. Coordenador e professor do curso de licenciatura em Dança da FURB – Universidade Regional de Blumenau. Premiado em vários festivais de dança no Brasil e internacionais. Fez cursos de aperfeiçoamento em dança em Portugal, Espanha, França e Bulgária.

Conselheiro artístico do 9o, 12o e 13o FESTFOLK, Festival Nacional de Danças Folclóricas da cidade de Blumenau. Pesquisador de danças folclóricas, étnicas e populares. Autor dos livros: Impressões Corporais e textuais: Pesquisa em dança (2013), Olhares sobre a dança na contemporaneidade (2015) e As danças populares no Brasil na contemporaneidade (2016).

Jurado

Kelly Reis & Fabiano Vivas

Fabiano Vivas é Dançarino, Professor e Coreógrafo de dança de salão.

Começou a dançar aos dezoito anos. Formado no Centro de Dança Jaime Arôxa em 1994, onde integrou também a Cia de Dança durante quinze anos participando de espetáculos, shows, programas de TV e novelas.

Foi o primeiro vencedor da Dança dos Famosos, no Domingão do faustão. Há treze anos é proprietário da Escola de Dança Fabiano Vivas.

Kelly Reis é formada em Fisioterapia, porém nunca deixou de seguir os passos da dança. Ela se apaixonou por essa arte por volta dos seis anos de idade, quando começou a dançar nos grupos de dança da sua escola.

Aos onze anos iniciou no Ballet e no Jazz e com quatorze anos iniciou na Dança de Salão. Integrou a Cia de Dança Jaime Arôxa durante seis anos participando de espetáculos, shows, programas de TV e novelas. É Professora de Dança de Salão desde 1994 e desde 2005 ministra aulas no Espaço Cultural Ponto de Encontro, no Rio de Janeiro. Com vinte e sete anos de experiência no mercado da dança, Kelly Reis se destaca pela sua versatilidade. Ela domina quase todos os ritmos da dança de salão. Leva sua experiência para workshops e eventos de dança pelo Brasil e Exterior.

Em novembro de 2016, Fabiano e Kelly iniciaram uma promissora parceria. São apaixonados pela dança e pelo trabalho. Juntos, ensinam a arte e a magia de se dançar a dois.

Jurado

Darling Quadros

Darling Quadros é bacharel e licenciado em dança pela Escola Superior de Dança (Instituto Politécnico de Lisboa – Portugal, 2006). Estudou com importantes mestres europeus e norte-americanos, participou como convidado em importantes festivais de dança como Prix de Lausanne na Suíça, Festival de Dança de Lyon e Cannes Danse Festival, na França, Los Dias de la Danza, em Havana, Cuba, e Dança na Cidade, em Lisboa, Portugal. Escreveu artigos sobre dança para a revista Politécnica e para o jornal A Notícia.

Foi consultor artístico, em Santa Catarina, do Les Ballets Jazz de Montréal, do Canadá, e Tango a Tierra, da Argentina (2008-2009) Atuou com grandes nomes do balé brasileiro como Ana Botafogo, Cecilia Kerche, Nora Esteves e Thiago Soares, entre outros artistas dos Theatros Municipais do Rio de Janeiro e São Paulo.

Foi coordenador do curso técnico em dança do Governo do Estado de Santa Catarina.

Atualmente é o coordenador do Saltare Centro de Dança do Instituto Festival de Dança de Joinville.


Jurado

Marcela Benvegnu

É jornalista e pesquisadora de dança. Dirige a Marcela Benvegnu Consultoria, Gestão de Imagem e Comunicação para a Dança e é Master em Mídia, Comunicação e Negócios pela University of California (USA, UCI, 2017), com passagem pela Jonhatan Slaff – Media Inc (agência do circuito Off-Broadway) e pela White Wave Dance Company, em Nova York (2017). É mestre em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP) e pós-graduada em Estudos Contemporâneos em Dança pela Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Tem cursos de especialização em Arts Management e Dança Educação pela NYU (New York University). Foi coordenadora de Educativo e Comunicação (2009-2017) e de Registro e Memória da Dança (2012-2014) da São Paulo Companhia de Dança. Atua como jurada, palestrante, crítica e jornalista convidada em eventos como Festival de Dança de Joinville, Festidança, Prêmio Desterro, entre outros. Já ministrou palestra sobre história do jazz dance e corpo brasileiro, na Broadway Dance Center, em Nova York (2009), na Crossroads of Arts, em Los Angeles, California (2017) e na West London University - SA Dança, em Londres, Inglaterra (2018). Publicou textos em livros e revistas acadêmicas.

É coautora do documentário, Roseli Rodrigues - Poesia em Movimento (2011) e codiretora do Congresso Internacional de Jazz Dance no Brasil desde 2009. Foi codiretora da Revista de Dança (site de notícias online) entre 2012 e 2016.